Em São Lourenço da Mata, técnica de enfermagem é a primeira vacinada contra a COVID-19

Selma Felipe, técnica de enfermagem, de 52 anos, foi a primeira são lourencense a ser vacinada contra a Covid-19 no município. A profissional de saúde recebeu a primeira dose da vacina nesta quarta-feira (20), no Centro Social Urbano (CSU). O prefeito Vinícius Labanca acompanhou esse momento histórico ao lado da primeira-dama, Fernanda Labanca, e do vice prefeito, dr Gabriel Neto. 


Servidora efetiva do município há 29 anos, Selma Felipe trabalha no Centro de Imunização da cidade. Para a técnica de enfermagem, a chegada da vacina em São Lourenço da Mata representa esperança para todos. “É um dia emocionante e histórico. Esperamos por tanto tempo, e hoje a vacina chegou. É uma honra ser a primeira são lourencense a receber a vacina contra o novo coronavírus. Representa um avanço para a saúde do município e uma esperança para todos os moradores da nossa cidade”, destacou. 


De acordo com o prefeito Vinícius Labanca, o município está pronto para imunizar os moradores. “É um dia de esperança e comemoração. A chegada da vacina representa o triunfo da ciência e da vida. Agora, é concentrar esforços na logística de imunização, para que todos os moradores da cidade sejam vacinados em suas respectivas etapas”, pontuou o chefe do Executivo municipal. 


Na ocasião, o vice-prefeito, que é médico, destacou que os cuidados para evitar o contágio da doença continuam sendo tomados, inclusive no processo de imunização. “Não vamos medir esforços para que todas as pessoas sejam vacinadas. Respeitando todos os protocolos sanitários e as respectivas etapas de vacinação, iremos trabalhar diuturnamente para imunizar nosso povo”, enfatizou o vice-prefeito e coordenador do Comitê de Monitoramento à Covid-19, dr Gabriel Neto.

Alberes Lopes confirma unidade de Central de Oportunidade para Santa Cruz do Capibaribe

O secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes (PDT), esteve reunido recentemente com o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), a secretaria municipal de Governo e Desenvolvimento Social, Ivone Aragão e o vereador Carlinhos da Cohab (PP), para tratar sobre a instalação de uma unidade da “Central de Oportunidade” sem Santa Cruz do Capibaribe. 


O secretário, em entrevista concedida ao programa Cidade em Foco e ao blog do Alberes Xavier, falou sobre o encontro com o trio e confirmou a instalação de uma nova unidade da Central das Oportunidades de Pernambuco (Cope) em Santa Cruz do Capibaribe. "Foi muito importante a vinda deles aqui, porque nós já estudávamos uma Central de Oportunidades para Santa Cruz a pedido do deputado Diogo Moraes e com a vinda de Dona Ivone, do vereador e do deputado, viabilizamos também cursos de profissionalização para Santa Cruz”, destacou. 


A Central de Oportunidades de Pernambuco reúne serviços voltados a empregabilidade e empreendedorismo em um só espaço. "Em breve nós estaremos inaugurando a Central de Oportunidades, onde vai está a Jucepe, a Agência do Trabalho e mais dois serviços para Santa Cruz que é a AGE e o Expresso Empreendedor em um lugar só”, afirmou o secretário, destacando que o município irá garantir o espaço para o funcionamento do órgão que será mantido pelo Governo do Estado.

BEZERRENSES RECEBEM PRIMEIRA DOSE DA VACINA CONTRA O COVID-19 DURANTE APRESENTAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE VACINAÇÃO

Em um dia histórico, as primeiras doses da vacina contra o Covid-19 chegaram ao município de Bezerros, no Agreste pernambucano. A prefeita Lucielle Laurentino e a secretária municipal de saúde, Iêda Campos, receberam, no final da manhã de ontem (terça-feira, 19), o primeiro lote de vacinas para combate ao vírus no município.


Uma live na página oficial da prefeitura (no Facebook) acompanhou parte do trajeto de chegada das vacinas até à sede da Prefeitura Municipal, local onde tanto a prefeita quanto a secretária de saúde se emocionaram ao falar sobre o momento de esperança para o povo bezerrense. “O início do fim. Esperamos que realmente estejamos mais próximos do fim dessa pandemia, hoje estamos vivendo um momento de esperanças”, destacou a prefeita Lucielle.


No final da tarde, foi realizada uma coletiva de imprensa para apresentação do Plano Municipal de Operacionalização para Vacinação Contra o Covid-19, bem como esclarecimentos e orientação sobre os grupos prioritários e etapas da campanha de vacinação. A coordenadora do Programa Nacional de Imunização - PNI, Noele Cristina, explicou detalhadamente como vai funcionar o processo de vacinação no município que deve contar com quatro fases.


Na primeira fase serão vacinados os trabalhadores da saúde (ou seja, os profissionais da linha de frente no combate ao Covid-19) e pessoas institucionalizadas (idosos) com mais de 60 anos. Na segunda fase, serão os demais idosos e a população quilombola. A terceira fase contempla pessoas com alguma comorbidade (ou seja, duas ou mais doenças). Por fim, a quarta fase e última fase abrange profissionais de segurança e salvamento, caminhoneiros, pessoas privadas de liberdade, trabalhadores da educação e pessoas com deficiência permanente severa. 


“Recebemos hoje 30% das vacinas para a primeira fase da campanha, que serão os profissionais de saúde e idosos do nosso asilo, e quem receber a primeira dose, já garante a segunda, pois o fabricante deve ser o mesmo nas duas doses”, explicou a secretária de saúde, Iêda Campos.


Durante a coletiva, um momento histórico e emocionante para todo o povo bezerrense. O Técnico em Enfermagem, Lourinaldo Santos, de 50 anos de idade, recebeu a primeira dose da vacina contra o novo Coronavírus. Louro Enfermeiro como é mais conhecido, trabalha na área de saúde há mais de 30 anos. “É um privilégio, como profissional de saúde, dar esse exemplo e ser o primeiro a ser vacinado", destacou o profissional que foi aplaudido pelas autoridades, trabalhadores da saúde e profissionais da imprensa.


Logo em seguida, a parteira e também Técnica em Enfermagem, Lucidalva Pereira, 55 anos de idade, foi vacinada. “Meirinha”, como é mais conhecida, atua na área há mais de 36 anos. “É um sentimento de esperança de que dias melhores virão. Eu me sinto uma pessoa premiada em tomar a primeira dose da vacina”, destacou Lucidalva. 


A profissional de saúde, Viviane Fabrícia, de 33 anos de idade, Técnica em Enfermagem que atua há mais de uma década na saúde e há sete anos no Programa social de Imunização - PNI, foi quem aplicou ambas as doses da vacina contra o Covid-19.


Vale lembrar que todas as medidas de segurança sanitária foram rigidamente seguidas durante a coletiva de imprensa que contou com a presença da prefeita Lucielle Laurentino, da vice-prefeita Socorro Silva, da secretária de saúde Iêda Campos, da secretária adjunta de saúde Larissa Moura, da coordenadora do Programa Nacional de Imunização Noele Cristina, além da presença de vereadores da base aliada da gestão municipal.


PRIMEIROS BEZERRENSES VACINADOS:


Lourinaldo Santos, 50 anos de idade, nascido em Bezerros, trabalha como Técnico em Enfermagem no Hospital Jesus Pequenino há mais de 30 anos, trabalhou no Hospital São Sebastião em Caruaru, atuou na unidade Mista de Sairé, tem formação acadêmica em Serviço Social e atualmente trabalha na UPA e no Hospital Jesus Pequenino em Bezerros.


Lucidalva Pereira da Silva, 55 anos de idade, nascida em Bezerros. Técnica em enfermagem e parteira, atua há 36 anos na Maternidade de Bezerros.


TÉCNICA EM ENFERMAGEM QUE APLICOU A VACINA:


Viviane Fabrícia da Silva, 33 anos, nascida em Bezerros, é Técnica em Enfermagem, trabalhou no Posto de Saúde da Família - PSF e Programa Nacional de Imunização - PNI desde 2003.

Prefeitura de Gravatá divulga vacinação contra a Covid-19 na cidade

O plano inicial vai atingir pessoas idosas e profissionais de saúde


A Prefeitura de Gravatá divulgou, em coletiva de imprensa, como será o Plano Municipal de Vacinação Contra a COVID-19. Você pode assistir a coletiva, realizada na noite de ontem, no facebook da Prefeitura de Gravatá.


Neste primeiro momento, 1.088 vacinas foram direcionadas ao município pelo Governo de Pernambuco, o que representa a imunização de 544 pessoas em duas doses para cada uma delas. A segunda dose será aplicada em média de 14 dias após a primeira imunização.


A primeira pessoa a ser vacinada no município foi a técnica em enfermagem Silvânia Lima, que trabalha no Hospital Doutor Paulo da Veiga Pessoa há 21 anos.


O coordenador de vigilância epidemiológica de Gravatá, Erik Tavares, falou da situação atual dos casos de COVID-19 na cidade. “Os casos de COVID-19 em Gravatá continuam acentuados, o que é preocupante. Novos protocolos estão sendo colocados em prática e nós estamos monitorando diariamente e a cada semana epidemiológica a questão desses casos. Esperamos que a curva diminua com a vacinação”. 


O coordenador do Programa Nacional de Imunização de Gravatá, Leduard Leon, detalhou que a vacinação emergencial será “inicialmente de forma pontual, por causa da quantidade de vacinas que recebemos e a primeira imunização acontecerá nos dois abrigos de idosos de Gravatá e no Hospital Doutor Paulo da Veiga Pessoa e vai abranger todos os profissionais da unidade”. 


O secretário municipal de saúde, Dr. José Edson, completou que “para Gravatá, foram enviados 34% do total de vacinas voltadas aos profissionais de saúde. 4% delas serão direcionadas aos profissionais das unidades de saúde estaduais e os outros 30% serão distribuídos aos trabalhadores do município. Portanto, foi garantida uma quantidade maior dirigida aos munícipes”.  


O prefeito de Gravatá, Padre Joselito Gomes, orienta que mesmo com a vacinação, as pessoas devem continuar com os cuidados. “Graças a Deus a vacina chegou, a prefeitura está cumprindo com sua parte, é um passo importante que estamos dando, mas é preciso não esquecer que os cuidados um com o outro continuam. Se cada um fizer a sua parte, estaremos ganhando em qualidade de vida”.

Rodovia de acesso a Petrolina começa a ser duplicada

O prefeito Miguel Coelho visitou o canteiro de obras de alargamento da BR-428, rodovia que dá acesso a Petrolina. A duplicação da via foi iniciada nesta quarta-feira (20). O empreendimento receberá investimento de cerca de R$ 40 milhões do Governo Federal e será coordenado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).


A obra abrange 8 km de extensão da rodovia. As máquinas já estão em operação na limpeza do terreno no trecho próximo ao acesso do residencial Monsenhor Bernardino. De lá, serão pavimentadas duas novas pistas na rodovia conectando até o ponto de entrada de Petrolina. Além disso, a prefeitura irá implantar uma nova iluminação com lâmpadas de LED no corredor para ampliar a luminosidade e segurança no local. 


A previsão do DNIT é concluir a duplicação até maio do próximo ano. Além dessa obra, segundo o prefeito Miguel Coelho, Petrolina receberá outras 14 grandes intervenções para melhorar a mobilidade no trânsito até 2024. "Essa é uma obra que ajudará a planejar Petrolina para os próximos anos. Nosso plano de governo prevê ainda a duplicação de mais 14 avenidas em diversos locais de Petrolina. Dessa forma, estamos preparando a infraestrutura, a mobilidade, e ao mesmo tempo promovendo o desenvolvimento e geração de empregos no Sertão", ressaltou o prefeito na visita às obras.

Paulo Câmara autoriza distribuição de cerca de 500 toneladas de sementes no Sertão do Estado

Aquisição contou com um investimento de R$ 2,37 milhões e vai beneficiar cerca de 51 mil agricultores familiares da região


O governador Paulo Câmara assinou, nesta quarta-feira (20.01), a autorização para o início da entrega das sementes do Programa Campo Novo aos agricultores do Sertão do Estado neste ano de 2021. Ao todo serão distribuídas cerca de 500 toneladas de sementes, sendo 361,2 toneladas de milho e pouco mais de 122,7 toneladas de sorgo forrageiro. A aquisição do produto contou com um investimento de R$ 2,37 milhões e vai beneficiar cerca de 51 mil agricultores familiares sertanejos.


“É muito importante autorizar o início dessa entrega aos homens e mulheres que trabalham no campo, na zona rural do nosso Sertão, neste período do ano, especificamente. Essa região merece nossa atenção porque também é responsável pela produção de insumos fundamentais para o desenvolvimento econômico de Pernambuco. Vamos continuar investindo e dando o suporte necessário para todos e todas que desenvolvem a atividade agrária em nosso Estado e que alimentam toda uma cadeia de suprimentos para a continuidade do trabalho realizado aqui, destaque no cenário nacional”, destacou Paulo Câmara.


A distribuição será iniciada pelo Sertão do Araripe, onde a estação chuvosa já está começando. Naquela região, os agricultores receberão cerca de 148 toneladas de sementes, entre milho e sorgo. As sementes distribuídas têm potencial para proporcionar uma colheita de aproximadamente 35 mil toneladas de milho e de 744 mil toneladas de forragem (sorgo forrageiro) para alimentação animal. A quantidade de massa verde colhida a partir do sorgo é suficiente para alimentar mais de 200 mil vacas em lactação, por um período de seis meses, reforçando a produção da bacia leiteira do Araripe.


Criado em 2019, o Programa Campo Novo tem como foco a entrega das sementes exatamente no início da quadra chuvosa, permitindo o plantio durante esse período no Semiárido do Estado. Logo após o Araripe, 88 toneladas de sementes serão distribuídas no Sertão do São Francisco. Na sequência, o Sertão de Itaparica receberá 39,2 toneladas; o Sertão Central terá 46,6 toneladas; o Sertão do Pajeú receberá 125,2 toneladas; e o Sertão do Moxotó contará com 36,5 toneladas, sempre englobando milho e sorgo.

Vitória de Santo Antão começa a vacinar contra a COVID-19.

A vacinação contra a Covid-19 começou nesta terça-feira (19) em Vitória de Santo Antão, a 50 km do Recife. A técnica em enfermagem do Hospital Santa Maria, Maria de Fátima Santana, 56 anos, foi a primeira pessoa a se vacinar. Dona Fafau, como é conhecida, já havia sido infectada pela Coronavírus logo no início da Pandemia, em abril. “Estou muito feliz em poder tomar essa vacina, pois essa é uma doença horrível, que eu não desejo para ninguém. Temos que confiar na vacina e vai dar tudo certo”, comemorou.


A aplicação do imunizante ocorreu na UPA-E. Dentre os participantes da cerimônia simbólica, - que foi transmitida pela internet-, estavam o prefeito do município, Paulo Roberto, o vice-prefeito, Edmo Neves, o secretário de Saúde, Eudes Lorena, o deputado estadual Joaquim Lira, o presidente da Câmara de Vereadores de Vitória, André de Bau, e representantes dos hospitais da cidade, instituições de ensino e do sindicato dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias.


“Temos que agradecer a Deus, em primeiro lugar, por esse dia marcante. Vitória de Santo Antão acompanha a tendência mundial de vacinar as pessoas. O Brasil tomou essa decisão, a vacina chega à Vitória de Santo Antão, e nós começamos a fazer esse trabalho que com certeza irá salvar vidas”, pontuou o prefeito, Paulo Roberto.  


Além de dona Fafau, também foram vacinados Maria José Soares, 65, técnica de enfermagem do Hospital João Murilo de Oliveira, Laura Vasconcelos, 54, enfermeira da mesma unidade de saúde e do município, Athos Leandro, 33, fisioterapeuta da Associação de Proteção à Maternidade (APAMI), e o médico Filipe Prohaska. 


“Para um médico infectologista a vacina é sempre algo que a gente almeja. Hoje é um dia marcado na história pelo trabalho de homens sérios, que estão dentro dessa sala. Só está sendo possível essa vacinação hoje, porque muitas pessoas quiseram e tornaram isso possível”, celebrou Prohaska. 


A imunização também foi celebrada pelo vice-prefeito Edmo Neves. “Podemos dizer que estamos vivendo uma garantia da sobrevivência, porque, para nós, sem a vacina era sempre uma dúvida. Essa vacina vem trazer para nós a solução.” 


FASES DA CAMPANHA - Apesar de ser motivo de comemoração, a vacinação não deve usada como desculpa para relaxar os cuidados preventivos contra a Covid-19. Ao todo, foram destinadas à Vitória de Santo Antão 2.170 unidades da vacina, que, neste primeiro momento, irão imunizar em duas doses 1085 profissionais da área de saúde atuantes na linha de frente de combate ao Coronavírus no município e vacinadores, 30% do total. Outro grupo a receber os imunizantes nesta etapa será o de idosos de instituições de longa permanência, como asilos, e seus trabalhadores.


“As novas fases da campanha dependerão da entrega de doses por parte do Ministério da Saúde e, tão logo as vacinas cheguem, faremos a imunização”, pontuou Lorena. O secretário de saúde ainda explicou que, à medida do possível, todas as informações serão repassadas à população através das mídias sociais e dos veículos de comunicação.

Fora da validade, medicamentos e produtos hospitalares impróprios para uso são herança da antiga gestão em João Alfredo/PE

Em meio a pandemia da Covid-19, a atual gestão municipal de João Alfredo/PE tem se visto obrigada a despachar inúmeros medicamentos e produtos hospitalares para postos de coleta credenciados pela Anvisa, por estarem fora da validade.


O despache, segundo profissionais da saúde do município, tem sido diário “Desde que assumimos a pasta, nossa equipe tem recebido, diariamente, dos postos e unidades de saúde, no mínimo, duas caixas repletas de medicamentos e produtos hospitalares fora da validade. Muitos são materiais de alto custo ou até de uso direto no combate a pandemia, como álcool em gel”, declarou um dos funcionários responsáveis pelo gerenciamento da farmácia municipal de João Alfredo/PE.


Segundo a tabela de repasse econômico da Covid-19, divulgada pela Agência Senado, atualizada em Maio/2020, o município de João Alfredo/PE recebeu R$ 3.065.330,62 para enfretamento da pandemia.


A má herança relatada fere alguns princípios da administração pública, como o da moralidade administrativa – que significa seguir padrões éticos no exercício público – e eficiência – que diz respeito a busca pelo melhor resultado com o menor custo.


Em tempos de gestão de recursos escassos, é imperativo seriedade e compromisso com os bens públicos, independentemente de qualquer aspecto político.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agricultura inicia a entrega dos boletos bancários no Calçadão Miguel Arraes de Alencar

A secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agricultura de Santa Cruz do Capibaribe iniciou, na última segunda-feira (18), a entrega dos boletos bancários para pagamento da taxa de funcionamento dos boxes do Calçadão Miguel Arraes. A primeira leva de boletos foi entregue no setor Azul, já os setores Branco e Verde, recebem esses boletos a partir da próxima segunda-feira (25).


Os comerciantes do setor Azul que não tiverem recebido seus boletos poderão comparecer no administrativo do Calçadão Miguel Arraes para entrega. O pagamento é realizado de forma mensal com vencimento no último dia útil de cada mês.


O prefeito Fábio Aragão ressaltou a importância dessa ação. “Implantar boletos na cobrança das taxas do Calçadão Miguel Arraes foi uma das nossas propostas de campanha. Fico muito feliz em ver essa ação em funcionamento já nesse primeiro mês de gestão, o que ressalta nosso interesse em fazer um governo transparente, onde a população terá acesso ao que é gasto e onde está sendo utilizado o dinheiro investido no calçadão”, disse.


“Com a opção de pagamento via boleto, os comerciantes do Calçadão Miguel Arraes terão mais facilidade para pagamento da taxa de funcionamento, assim tendo mais tempo para organizar outras questões do dia a dia.” Disse o secretário Marcelo Cumaru.