Governador lamenta morte da mãe de Armando Monteiro

Foi com muito pesar que recebi a notícia do falecimento de Dona do Carmo. Filha do ex-governador Agamenon Magalhães, ela era uma mulher de muita fibra que acompanhou desde muito cedo a política de Pernambuco e do Brasil, sobretudo ao lado do seu esposo, o saudoso ex-ministro Armando Monteiro Filho. Quero neste momento me solidarizar com seus filhos Eduardo Monteiro, Lectícia Cavalcanti, Sérgio, Horácio, o ex-senador Armando Monteiro Neto e todos os familiares e amigos de Dona do Carmo.


Paulo Câmara

Governador de Pernambuco

Pernambuco confirma 1.453 novos casos e 89 óbitos por Covid-19

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta quarta-feira (08.07), 1.453 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 1.276 (88%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados.


Os outros 177 (12%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 67.604 casos já confirmados, sendo 20.575%u202C %u202C graves e 47.029 leves.


Também foram confirmados 89 óbitos, ocorridos desde o dia 12 de abril. Do total de mortes no informe de hoje, 68 (76%) ocorreram nos meses de abril, maio e junho. As outras 21 (24%) ocorreram neste mês de julho. Com isso, o Estado totaliza 5.323 óbitos pela doença. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

PREFEITURA DE TAQUARITINGA DO NORTE ENTREGA MAIS TRÊS RUAS PAVIMENTADAS NA SEDE DO MUNICÍPIO

A Prefeitura de Taquaritinga do Norte entregou a população da sede do município mais tres ruas pavimentadas, uma na Beira Rio, uma no Marília e outro no Silva de Baixo.


As obras fazem parte do Maior Programa de Pavimentação da história de Taquaritinga, e hoje além da sede do município estão sendo beneficiadas com pavimentação ruas em Pão de Açúcar , Jerimum, Bairro Silva de Cima, Bairro Silva de Baixo, Pedra Preta e em breve Algodão.


Já foram calçadas em apenas três anos e seis meses cerca de sessenta ruas em todo município. 

Falece Luciano Albuquerque, pai do deputado Fernando Monteiro

Faleceu na noite desta quarta-feira, aos 69 anos, no Hospital Memorial São José, em Recife, o empresário e engenheiro civil Luciano Fernandes de Albuquerque. Pai do deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE), Luciano foi gerente geral de Projetos Estratégicos do Complexo de Suape e superintendente regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Pernambuco. Ele estava internado há 76 dias, inicialmente por conta de complicações cardíacas e, em seguida, acometido pela Covid-19. Em função da pandemia, os atos fúnebres serão restritos à família.

"ESSE PROCESSO MEXEU MUITO COM BREJO DA MADRE DE DEUS, QUE FOI ESSA DOENÇA DE HILÁRIO, MAS, PEGARAM TUDO ISSO E FORAM FAZER POLÍTICA" LAMENTOU RUBINHO NUNES

Pré-candidato a prefeito de Brejo da Madre de Deus, Rubinho Nunes (PSB) participou por telefone do programa a Hora da Verdade do comunicador Neto Surubim na rádio Farol Fm ontem (07), na entrevista Rubinho voltou a reafirma seu compromisso com o povo de Brejo da Madre de Deus. 


"Enquanto a gente ta preocupado com o povo de Brejo da Madre de Deus, ou outros estão ai preocupados em fazer política" criticou Rubinho a postura de alguns candidatos que alimentam Fake News em torno do seu nome.


Rubinho durante a entrevista lamentou a forma como foi conduzida a volta do prefeito Hilário Paulo, "Esse processo mexeu muito com Brejo da Madre de Deus, que foi essa doença de Hilário, o povo rezou e oraram e pegaram tudo isso e foram fazer política" lamentou ele. 


O socialista ainda lamentou o fato do Hospital não ter sido entregue a população, Rubinho lembrou em sua fala que neste momento de pandemia a saúde precisa de uma atenção especial, para ele a gestão deveria ter focado todas as forças na saúde para enfrentar a Covid-19. 


Nunes se mostrou um grande conhecedor do município quando questionado sobre a questão de obras, Rubinho falou de todas as necessidades que o município precisa, e ressaltou que está e vai continuar cobrando por melhorias para o município. 


Segundo Rubinho Nunes, pré-candidato a prefeito, e preciso enxugar a maquina pública, ele falou novamente o que já vem falando a muito tempo, e preciso ir atrás de empresas para gerar renda, emprego e qualidade de vida a população brejense.

MP ajuíza ação para que Caruaru distribua kit alimentar

Do Blog Cenário


Para persistir no fornecimento da alimentação escolar durante o período de isolamento social, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Caruaru, ajuizou ação civil pública, ontem, para que o município de Caruaru seja obrigado a fornecer a alimentação escolar para todos os alunos matriculados na rede municipal de ensino, sem exclusão de ninguém. O art. 5º do Decreto municipal nº033/2020 estabelece a distribuição de um kit alimentação por aluno e a família que tem dois ou mais alunos da rede pública limita-se a entrega a apenas dois kits independente do número exato de alunos matriculados da mesma família.

O critério chamou a atenção da Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e Juventude de Caruaru, quando neste contexto, é de conhecimento público e notório que a alimentação escolar configura a principal refeição para parcela dos alunos crianças e adolescentes vulneráveis, que ficará prejudicada durante a suspensão das aulas em razão da pandemia de COVID-19. Para o MPPE, a alimentação escolar é direito de todos os alunos matriculados na rede e uma de suas características é sua universalidade e o acesso igualitário, ou seja, a ela todos os alunos matriculados na rede têm direito, sem qualquer exceção. Esse é o texto literal da Lei Federal 11947/2009, que dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da educação básica.

Segundo consta na ação civil pública firmada pela promotora de Justiça da Infância e Juventude de Caruaru, Sílvia Amélia de Melo Oliveira, os fatos narrados se tornam ainda mais grave quando o Município afirma ter merenda escolar em estoque nos depósitos da Secretaria Municipal de Educação e ainda, ter dinheiro em conta decorrente dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE, mas que, novamente, por opção política, decidiu comprar os “kits de alimentação” com recursos próprios e não usar os recursos do PNAE. E como os recursos próprios são insuficientes para garantir “kits de alimentação” para todos os alunos matriculados, o Município optou por excluir um grupo de alunos, a quem foi negado o direito humano à alimentação, o direito à igualdade, o direito ao acesso universal e igualitário à alimentação escolar.

Para o MPPE, o que se observa é uma sucessão de erros que colocam em risco a vida e a saúde de um grupo de alunos matriculados na rede pública municipal, qual seja, aqueles que têm mais de um irmão, e que só por isso, foram violentamente excluídos e não recebem o alimento.

Por fim, o MPPE requer ainda na Justiça que o município de Caruaru seja obrigado a fornecer mensalmente a alimentação escolar estabelecendo um calendário de entrega que não ultrapasse trinta dias entre uma distribuição e outra.

Manual de Regularidade é lançado pela Controladoria do Estado

A manutenção da regularidade estadual é de fundamental importância para o recebimento de transferências voluntárias, bem como a contratação de operações de crédito. Para auxiliar a atuação dos órgãos e entidades da administração pública de Pernambuco nesse trabalho, normatizado pelo Decreto Estadual nº 36.775/11, a Secretaria da Controladoria-Geral do Estado publicou o “Manual de regularidade estadual para gestores”, que já está disponível para download no site da SCGE (www.scge.pe.gov.br).


A elaboração do material foi pensada pela Controladoria, uma vez que o órgão é responsável por monitorar a regularidade estadual, principalmente no seu acompanhamento fiscal e econômico-financeiro. Nele, é possível encontrar uma visão geral do assunto, apresentando os tipos de regularidade, as responsabilidades de cada participante na sua manutenção, as rotinas de acompanhamento periódicas, providências para regularização de eventuais pendências, sanções aplicáveis no caso de descumprimento das obrigações da legislação e a inclusão de registros no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc).


Para a secretária da SCGE, Érika Lacet, o manual tem o objetivo de orientar a atuação dos gestores, com a intenção de evitar situações que possam acarretar na impossibilidade de o Estado firmar convênios para recebimento de recursos da União, seja por meio de transferências voluntárias ou através da contratação de operações de crédito interna ou externa. “Identificamos algumas dificuldades enfrentadas no acompanhamento e manutenção dos requisitos trazidos pelo decreto e acreditamos que, a partir desta publicação, será possível atuar de forma mais assertiva”, analisou.


Organizado pela Diretoria de Convênios e Regularidade (DCON/SCGE), o manual vem consolidar as informações sobre as atividades, processos e boas práticas relacionadas ao acompanhamento e manutenção da regularidade estadual. “Iremos utilizar esse documento como parâmetro para atuação junto aos demais órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. Foi um trabalho muito importante realizado pela nossa diretoria e acredito que será de grande ajuda para todos os gestores”, destacou a diretora da DCON, Thaís Oliveira.

Médicos e deputados estaduais de Pernambuco debatem sobre o tratamento preventivo e precoce para o Covid-19

As discussões sobre o uso da hidroxicloroquina voltaram à pauta após o presidente Jair Bolsonaro testar positivo para o Covid-19 e informar que está usando o medicamento como tratamento, assim como já havia sido determinado pelo Ministério da Saúde. Para debater o assunto e trazer mais esclarecimentos à população, o deputado Alberto Feitosa participará, nesta quarta-feira (08), às 20h, de um Fórum Virtual com médicos de diferentes estados do país que colocará em discussão o tratamento preventivo e precoce para o Covid-19. O deputado estadual Romero Albuquerque representará a Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa na reunião.


O encontro será realizado pelo aplicativo de reuniões Zoom e transmitido pelos canais do deputado Alberto Feitosa, Youtube (Alberto Feitosa) e Facebook (@depalbertofeitosa). Entre os médicos participantes estão o Dr. Wilson Niwa, do Pará, que falará sobre como Belém venceu o colapso diante do Covid-19; a Dra. Wilse Sergamachi, de São Paulo, explicará como a cidade paulistana Porto Feliz saiu na frente na luta contra o vírus. O sistema de atendimento ABCDE utilizado em Campina Grande (PB) e que também está dando resultados positivos será abordado pela Dra. Andreza Duarte; Já o Dr. Antônio Jordão (PE) comentará sobre as experiências exitosas na rede privada de saúde.


A médica pernambucana Maria Elba Bandeira será a responsável por falar sobre experiências mal sucedidas. O Dr. Danilo Siqueira, da Paraíba, abordará as responsabilidades médicas durante essa pandemia e os médicos Cristiana Altino de Almeida e Blancard Torres, de Pernambuco, contarão sobre a experiência vivida pelo grupo Médicos pela Vida, que já cuidou, de forma voluntária, de mais de 3 mil pessoas que contraíram a doença com o protocolo precoce da hidroxicloroquina. Por fim, os profissionais terão um espaço para o debate do tema, que será mediado pelo deputado Alberto Feitosa. 

Prefeitura de Vertentes intensifica trabalho de combate ao Coronavírus

Dando continuidade as ações de enfrentamento ao Covid-19, a Prefeitura Municipal das Vertentes vem ampliando os serviços voltados a população com a instalação de cinco barreiras sanitárias para monitoramento dos veículos e seus ocupantes que entram na cidade. 


Durante a abordagem são oferecidos serviços como: oximetria de pulso, aferição de temperatura, panfletagem e orientações.


É realizada ainda uma avaliação dos passageiros e caso seja identificado sintomas gripais o mesmo é encaminhado ao Hospital Municipal para uma melhor avaliação.


Para o fortalecimento da equipe de monitoramento de casos foi montado mais uma equipe composta de enfermeira sanitarista e técnico de enfermagem para atuarem na abordagem do paciente sintomático em domicílio.

Prefeitura de Santa Cruz começa cadastro no ‘Auxílio Emergencial da Cultura’ para profissionais e espaços ligados ao setor

A Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Capibaribe através da Gerência de Cultura, deu início nesta segunda-feira (06) o cadastro de trabalhadores e espaços culturais no ‘Auxílio Emergencial da Cultura’, criado pelo Governo Federal através da Lei 1.075/2020, denominada de ‘Lei Aldir Blanc’.


A Lei prevê repasse a estados e municípios que irão aplicá-lo em renda emergencial para profissionais de arte e cultura e também para gestão de espaços culturais.


O programa consiste no benefício de R$ 600,00 (Seiscentos reais), aos profissionais que atuam no setor e, de R$ 3 a 10 mil reais para espaços, territórios ou movimentos culturais que tenham perdido renda devido à pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19).


Denominado de Lei Aldir Blanc, a ferramenta foi criada como alternativa para garantir que durante três meses profissionais da cultura que estão impedidos de trabalhar possam ter uma renda para sua alimentação e espaços culturais possam sustentar seus custos com a estrutura.


Terão direito ao programa espaços culturais e artísticos com inscrição em cadastros estaduais, municipais ou distrital, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais com atividades interrompidas, como teatros independentes, escolas de música, dança, capoeira, circos, centros culturais, museus comunitários, espaços de comunidades indígenas ou quilombolas, festas populares e livrarias.


Vale frisar que no caso de pessoas jurídicas, após a pandemia, deverão retribuir a ajuda financeira governamental por meio de atividades gratuitas em seus espaços para estudantes da rede pública ou para o público em geral em espaços livres.


"Essa lei vem em um momento primordial já que o setor de eventos que depende da aglomeração de pessoas foi o primeiro a parar e possivelmente será o último a voltar, vamos trabalhar para que 100% da verba recebida pela prefeitura seja destinada aos artistas de nossa cidade e para que não tenhamos que devolver nenhum recurso para o governo federal", disse Alberto Grilo, gestor de Cultura e Eventos de Santa Cruz do Capibaribe.


Quem pode receber?


Os trabalhadores com atuação no setor cultural nos últimos dois anos, que não tenham vínculo formal de emprego e não tenham recebido o auxílio emergencial federal ou outros benefícios previdenciários ou assistenciais, seguro-desemprego ou valores de programas de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família. Além disso, não pode ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.


Para se inscrever, os profissionais e espaços culturais devem preencher formulário de inscrição no link abaixo ou se dirigir até a prefeitura, das 9h às 12h, de segunda a sexta-feira.


Lei Aldir Blanc - O nome da lei é uma homenagem ao compositor Aldir Blanc, vítima da Covid-19, falecido em maio aos 73 anos de idade no Rio de Janeiro. Referência na Música Popular Brasileira, Blanc teve algumas de suas composições imortalizadas na voz de Elis Regina como “O Bêbado e a Equilibrista”.

 

Link ´para baixar o formulário de cadastro


https://drive.google.com/file/d/1-ZZAlibvHR2q4vobKCH0j1cM4yvQcPWz/view?usp=sharing